Carregando...

 

A Busca da Visão

 

Sobre o livro:


"Por quase duas décadas dedicadas a práticas de meditação e de Renascimento, por meio de atendimentos individuais e cursos, o autor, como missão de vida, vem mobilizando pessoas a promoverem seu autoconhecimento, a decidirem sair da ?zona de conforto? e empreenderem o mergulho em si mesmas. Neste relato, Dinho nos brinda com a compreensão de que aplica em si mesmo o que propõe aos seus alunos e clientes: um mergulho em si mesmo. São profundos e intensos seus entendimentos e insights alcançados no contato com Segualquia e seu povo, e, principalmente, naquele reduzido (e ao mesmo tempo imenso) espaço cercado pelo atado de tabaco, preenchido por suas intenções e rogativas. O autor nos dá conta de que nesse lugar teve a oportunidade de desenhar um ninho onde pode sentir-se em unidade, onde pode receber um ensinamento, enviar um agradecimento, elevar uma súplica e ouvir uma voz. A voz do Grande Espírito manifestada por meio de todos os elementos e seres à sua volta."


ALETO SILVA, membro do Conselho do Fogo Sagrado de Itzachilatlan do Brasil


Trecho do livro:


Quando subi a montanha para iniciar ?A busca da visão?, sabia que as minhas crenças poderiam ser um fator limitador e que muitas dessas crenças poderiam me vencer: o corpo não sobreviver por quatro dias sem água e comida; a solidão ser insuportável; eu estar cometendo uma loucura; o medo das cobras, das aranhas, do frio. Descobri que questionar as nossas crenças limitantes pode nos levar a uma crise interior, a uma revolta interna ou à depressão, caso, nesse momento, eu não tenha forças para seguir adiante em busca dessa verdade. A educação moralista, na qual fomos criados, deflagrou em nós uma difculdade muito grande de nos reconhecermos como indivíduos, únicos e diferentes. Quando nos comparamos com os outros e temos medo de sermos nós mesmos, estamos colocando cada vez mais energia em nossos complexos, em nossas sombras e na falsa imagem que criamos sobre nós, enfraquecendo cada vez mais a nossa personalidade. Quando passamos por uma crise, começamos a questionar muitas coisas que já estão pré-estabelecidas, família, religião, trabalho, Deus. É um momento importante porque não queremos mais ficar com uma verdade preestabelecida que veio de fora (dos pais, da escola, da religião). Queremos a nossa verdade como algo que venha de dentro. Nesse momento, a mente vai reclamar o seu lugar novamente e vai dizer para voltarmos para onde estávamos, para a nossa inconsciência, voltar para a massa. O tempo todo ela tentará nos "proteger" nos deixando na zona de conforto. "Não mude de emprego"; "Não se separe"; ?Não suba a montanha?.


Ficha Técnica


A busca da visão: uma experiência em Segualquia

Autor: Dinho Rovaris

Editora: Dois Por Quatro, 2017

Formato: 15 x 21 cm

80 páginas

Para comprar através de boleto/cartão clique abaixo

Para pagar com depósito, preencha o formulário abaixo